quinta-feira, 3 de abril de 2008

Copa do Brasil 2: Virada garante boa vantagem para o Leão

O que poderia ser uma tremenda dor de cabeça, terminou com final feliz para os pernambucanos. Talvez esse seja o termo que melhor expresse o sentimento da torcida leonina diante do Brasiliense, com vitória por 2x1, na casa do adversário. O início do jogo não foi nada bom para o Sport, que viu em menos de 1 minuto sua meta ser vazada, após uma falha de Luisinho Netto que perdeu uma bola em espaço crítico do campo. O "Jacaré" jogava com facilidade e teve outras chances de ampliar a partida, perdendo pelo menos outras duas oportunidades claras de gol. Ainda no primeiro tempo, os pernambucanos empataram em boa jogada armada entre Romerito e Dutra: 1x1. Na etapa final, mais preocupações para o atual bicampeão estadual, quando perdeu seu zagueiro Durval, aos 11 minutos. Dessa forma, Nelsinho teve de sacar Leandro Machado para entrada de César, preservando seu sistema defensivo e abdicando taticamente de uma postura mais ofensiva. Se o empate já poderia ser considerado um bom resultado, o melhor ainda estaria por vir. Em jogada clássica, Luisinho Netto se redimiu da falha no início da partida e como de costume, colocou com perfeição a bola na área para o cabeceio certeiro de Romerito, que converteu e deixou os rubro-negros com a vantagem de classificação, mesmo perdendo a partida por 1x0, no jogo da volta (dia 9).

Um comentário:

Ericka Campos disse...

Meus amigos Rubro-negros, apesar de todo o otimismo com o qual sempre falo do Sport, sinto que se for com esse time que hoje temos, o Sport não vai muito longe nas competições nacionais, e ainda corre o risco de cair. Estou acompanhando, nesse instante, ao lado do meu irmão, o jogo do Sport x Serrano, e é incrível a quantidade de gols perdidos, a deficiência em TODOS os setores do time. Para início de conversa não temos banco. Não temos NINGUÉM, que substitua a altura os caras que estão no time titular hoje. Na defesa, só temos Durval. E hoje a zaga não teve muito o que fazer, uma vez que o Serrano está jogando no 3-6-1. Magrão vem apresentando relativa regularidade. Dependemos exclusivamente de Dutra e L. Netto nas laterais, e só. Se algum deles se machuca, é expulso, suspenso, ou coisa do tipo, improvisamos Diogo (que é meia), e Fábio Gomes (Volante). Avancemos... o meio de campo, completamente improdutivo. Daniel Paulista não é um jogador regular, alterna partidas boas, e partidas que variam do ruim para o péssimo (pode até ser a famosa sindrome cuja qual os torcedores do Náutico e Santa sempre mencionam quando querem gozar com a nossa cara). Éverton vai no mesmo caminho. Kássio é um bom jogador, mas é muito novo, inexperiente, afobado. O único que se salva é Romerito, que corre o jogo inteiro, marca, apoia, enfim... Aí, vem o ataque... o que é que Bala ainda está fazendo nesse time? O que é que Enilton ainda está fazendo no time? E a grande promessa, Leandro Machado? Ainda tem Jadilson no DM, e eu não acredito que seja aproveitado caso venha a se recuperar. Esse Roger... sem comentários. No banco, Sandro Goiano, que é um jogador que varia de bom pra regular. Enfim. E o meu ceticismo só aumenta quando vejo Nelsinho, dublê de Giba, apático na lateral do campo... sei lá. Pode ser que eu esteja me precipitando, mas se o Sport ganhar o Campeonato Pernambucano, será apenas mais um placebo. Tomara que o time para o Campeonato Brasileiro não seja esse aí.