terça-feira, 2 de junho de 2009

O Grau 10 Internacional

Não poderíamos deixar de prestar essa homenagem a Adilson Couto, o "Grau 10 Internacional" que nos deixou na última quinta-feira, 28 de maio. Couto sempre foi uma figura impar, no seu jeito de tratar as pessoas, na sua forma de trabalhar. Com o "dom" da voz, emocionou muitas torcidas, descrevendo com precisão o lance máximo do futebol, o gol. Seu carisma elevou suas narrações a um patamar quase inigualável, sendo a referência na narração esportiva de Pernambuco. Seus jargões, simplesmente inconfundíveis. "Que vergonha...." dizia em referência aos lances bizarros de uma partida. Queria incentivar a torcida? "O coração do torcedor faz tum, tum ,tum". Adilson Couto esteve presente no trabalho do Blog dos Números, quando em 2007, em parceria com a Rádio Jornal, Adethson Leite divulgava o scout ao vivo das partidas de Náutico e Sport no Brasileirão. Diante do complicado nome de nosso editor, o grande Couto muitas vezes não acertava. "Aderson Leite, quais os números da partida?". A força da narração de Adilson era tão forte, que quase Adethson mudava de nome (Muita gente passou a chamar de Aderson também). O carinho por esse locutor era imenso. Certamente uma pessoa que com toda sua simplicidade cravou um lugar em nossos corações. No domingo, nos Aflitos, ao invés de um minuto de silêncio, um minuto de palmas. Agradecimento para aquele que agora lá de cima está cuidando de nós, com certeza. Como diria Marcela, sua filha, o "mala" agora tá dando trabalho e fazendo a festa entre os que também já nos deixaram. Por isso, aos familiares do "Grau 10", nossos agradecimentos por ter alguém tão amado entre nós. Desejo de força, para seguir em frente e que a herança moral deixada pelo ídolo do rádio pernambucano ilumine os caminhos de todos que sentem a grande perda.

Um comentário:

Marcela disse...

Gostaria de agradecer mais uma vez todo o carinho e solidariedade recebidos por nossa familia.
Meu pai fez muitos amigos e me ensinou a importancia de preservar essas amizades.Hoje me lembro com mta tristeza da sua morte, mas certamente o tempo fará com que me lembre somente do seu jeito alegre e dedicado para com todos.
Meus amigos, nunca se esqueçam que além de um grande profissional, Adilson Couto foi e será pra sempre um grande homem.Peço à Deus que nos conforte e que ajude os anjinhos, lá no céu que devem estar loucos com meu pai bagunçando e aprontando como sempre fez!ALEGRIA NO CORAÇÃO, SEMPRE!