segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Série A: Clodoaldo detona o Furacão

O Náutico conseguiu uma vitória importantíssima na luta contra o rebaixamento na tarde de ontem nos Aflitos. O resultado de 2x1 sobre o Atlético-PR deixa a equipe alvirrubra precisando no máximo de um simples empate para garantir sua sobrevivência na Série A. Quem acompanhou a partida, viveu de perto os ares de dramaticidade que envolveram o duelo, onde somente aos 35 minutos da etapa complementar o Timbu conseguiu construir vantagem no marcador. Apesar de dominar as oportunidades de gol, a equipe esteve em desvantagem no marcador desde os 17 minutos da etapa inicial, na única finalização efetiva dos paranaenses. Na 15ª posição com 43 pontos conquistados, o Timbu visita o Santos na última rodada, com vários objetivos. O primeiro deles é não perder, garantindo sua permanência independente de combinação de resultados. O Náutico também pode conseguir uma vaga na Sulamericana. Para isso, precisa derrotar o alvinegro paulista, tomando a posição do adversário na tabela. Com 42 pontos, o Atlético fica em situação complicada. Encara o Flamengo e caso não vença os cariocas terá que secar Figueirense (recebe o Internacional) e Vasco (recebe o Vitória), times que estão em sua "cola".

Um comentário:

Roberto Corrêa disse...

Olá Adethson Leite e pessoal do Blog dos Números. Para quebrar um pouco essa monotonia das férias dos jogadores, vou propor a vocês a resolução de um problema de Matemática, envolvendo futebol, que já enviei a vários colegas meus, e a vários sites especializados em Matemática, e até agora não obtive resposta. talvez vocês com a planilha eletrônica consigam. O problema é o seguinte: 3 clubes jogam entre si uma única vez: total 3 jogos,pelo sistema tradicional de contagem de pontos: 3 por vitória, 1 por empate e 0 por derrota. De quantas maneiras eles poderão estar dispostos ao final da competição, levando-se em conta a pontuação e a classificação? vejam um exemplo: se forem apenas 2 times (um único jogo), serão 3 posswibilidades: A vence B: A 3 pontos e B - 0; ocorre o inverso: B -3 e A 0; empate: A e B com 1 ponto cada. Aqui deu 3 elevado ao número de jogos (1) que é igual a 3.Mas, vou logo avisando que no caso de 3 clubes, não é 3 elevado a terceira potência (27), e sim um número menor. Agora vejam: e se os clubes jogarem entre si em ida e volta: total 6 jogos.Também não é 3 elevado à sexta (729), e sim um número menor. Vamos demonstrar isso com 2 clubes em jogos de ida e volta: total 2 jogos; se a fórmula funcionasse daria 9 possibilidaes, mas só dá 6, como iremos demonstrar: A vence as duas: A - 6 e B -0; o contrário: B - 6 e A - 0; A venceuma e empata a outra: A -4 e B -1; o contrário: B - 4 e A - 1; cada um vence uma: A e B com 3; as duas terminam empatadas:A e B com 2 pontos cada:total: 6 possibilidades. e sabem por que? porque tanto faz A vencer a primeira e empatar a segunda, como o inverso, e o mesmo se aplica em relação a B. Também tanto faz A vencer a primeira e perder a segunda, como o inverso. Por isso 3 combinações se repetem e o total dá 6 e não 9. Bom, se ainda tiverem "saco" tentem com 4 clubes (somente em jogos de ida), e depois em jogos de ida e volta. Tchau. Aguardo resposta.