quinta-feira, 3 de julho de 2008

Faltou a informação divina para o Fluminense

O Blog dos Números é focado no futebol pernambucano, mas não poderia deixar de comentar a final disputada entre Fluminense e LDU com uma boa dose de ironia, principalmente diante do futebol carioca, que deu pra achar tudo que é defeito nos estádios pernambucanos, como forma de cobrir os defeitos de seus próprios times e atitudes. Observando a partida, percebemos um Fluminense ansioso, incrédulo diante do resultado de ida, quando recebeu 4 coquinhos ainda no primeiro tempo e por pouco não via ali mesmo o título escorrer de suas mãos. Descontou no segundo tempo e seguiu vivo para o Rio de Janeiro. A situação lembra bastante a final da Copa do Brasil, onde o Sport também sofreu um apagão diante do Corinthians e quase fica no meio do caminho. Um gol de Enilton (em favor do Sport) no final do jogo deu início a reviravolta e a esperança de toda torcida rubro-negra na conquista da taça. A confiança era grande e as faixas/adesivos/imagens de "2x0, eu acredito!" não paravam de circular por toda cidade. Mas isso não bastava. Foi diretamente do elenco que saiu a expressão mais polêmica e comentada da final, quando Carlinhos Bala profetizou o gol de Enilton como "Gol do Título", jurando de pés juntos que "Deus" tinha conversado com ele e garantido a conquista da taça, com o resultado que seria conveniente ao Leão. Dito e feito, Sport 2x0. Sport campeão. Ah, mas o Renato não teve essa "boquinha". Não teve ninguém para alertar decisivamente o comandante do Flu sobre o perigo de jogar todo aberto e dar brechas para os contra-ataques dos equatorianos. E pagou caro por isso. Dessa forma, viu Bolaños abrir o marcador para a LDU, gol esse que seria decisivo na história da partida. Thiago Neves bem que tentou. Marcou 3 durante o jogo. Fluminense 3x1. Sem a vantagem do gol fora de casa, jogo na prorrogação. Depois, penalidades. Nos tiros livres, Thiago foi vilão. Perdeu. Como também o Fluminense, 3x1. Ser vice, mesmo que não ter sido nada. Maracanã se cala. Como calado estava Quem deu a ajudinha a Bala. Faltou informação divina ao Fluminense. Agora, é fugir da lanterna do Brasileirão....

Um comentário:

Formatura 2008.1 disse...

Hahahha
Muito bom!
Acho é bem pouco pros times do Rio...