sexta-feira, 2 de maio de 2008

Balanço do Pernambucano 2008: Público

O Campeonato Pernambucano de 2008 (A1) contou com a presença de quase 800.000 torcedores (786.590) distribuídos nos 132 jogos realizados ao longo da competição. O maior público foi registrado na 12ª rodada, com a presença de 25.906 espectadores no confronto entre Sport x Salgueiro, decidindo a conquista do primeiro turno em favor do Leão. Apenas 508 presentes estiveram no duelo entre Porto x Vera Cruz, pela 4ª rodada do 2º turno, no Hexagonal do descenso. Além do maior público, o Sport também registrou as outras 3 marcas subseqüentes , além de 9 presenças na lista dos 10 maiores públicos, como mandante. Ao final da temporada, em média, a Ilha do Retiro contou com a presença de 19.692 espectadores, bem acima do adversário mais próximo, o Náutico (12.728). Para os alvirrubros, o público de 19.987 (contra o Sport, 15ª rodada) foi a melhor marca atingida nos Aflitos, com a 5ª posição no ranking de audiência. O Santa Cruz só aparece com a 11ª marca, com os 15.592 presentes na estréia diante do Ypiranga. O "Mais Querido contou com a presença de 10.720 torcedores por jogo. Entre os times do interior, onde vale ressaltar significativo crescimento da média de público (principalmente por conta da campanha "Todos com a Nota"), o Central apresentou impressionante média de 5.022 por jogo, sendo o destaque. Em seguida, o Ypiranga registrou 3.736, bem próximo do que obtiveram Salgueiro (3.571) e Serrano (3.056). Petrolina (2.813), Sete de Setembro (2.747) e Centro Limoeirense (2.716) apresentaram média um pouco abaixo dos 3.000 espectadores por jogo. Completam a lista, Vera Cruz (2.587) e Porto (2.121). A iniciativa do Governo Estadual com o programa "Todos com a Nota" (TCN) agregou 67,14% (528.084) de todo público presente no estadual. Em números absolutos, a torcida do Náutico foi quem mais usufruiu do programa com 103.838, seguido pelo Sport (102.687) e Santa Cruz (88.819), tendo o interior se destacado com Central (36.117), Salgueiro (27.500) e Centro Limoeirense (26.451). Em termos percentuais, o Porto teve 95,92% de ingressos oriundos do TCN, seguido de Centro Limoeirense (88,54%), Vera Cruz (84,75%) e Petrolina (78,51%), enquanto os times da capital tiveram presença percentual menos significativa com Santa Cruz (75,32%), Náutico (74,16%) e Sport (47,41%). Entre outras características do público presente, tivemos 84.468 sócios, 61.389 ingresssos promocionais ou de meia entrada, 57.052 ingressos de arquibancada, 39.565 entre credenciados e autoridades, além de outros 16.032 incluídos na campanha da Coca-Cola". Quando analisamos o quadro de médias de público dos últimos 4 anos, podemos perceber que houve crescimento perceptível em números individuais, como no caso do Náutico (praticamente dobrou o público), o próprio Central, Ypiranga, Petrolina, Serrano e Vera Cruz. O público do Sport se manteve na média dos últimos anos e o Santa Cruz apresentou números aquém do esperado, influenciado pela fraca campanha do time na competição e ausência de clássicos. Um dos motivos que contribuiram para que a média geral não apontasse de forma relevante o crescimento foi o maior número de jogos entre equipes do interior, com o acréscimo de mais dois clubes na competição, além da ausência de pelo menos 4 clássicos, em função da não classificação do Santa Cruz para o Hexagonla do Título. Foram realizados 31 jogos em Recife, onde os clubes na capital enfrentaram os times do interior, com média de 13.894 espectadores por partida. A mesma quantidade de confrontos que Sport, Náutico e Santa Cruz tiveram no interior, levando para cada jogo uma média de 3.995 pessoas. Outros 68 jogos foram entre equipes do interior, com 2.768 torcedores por partida, além dos 2 clássicos que movimentaram um público total de 43.817 (21.909 por jogo). A rodada que mais atraiu o público foi a última do 1º turno, com 61.806 presentes (10.301 por partida), ao passo que apenas 22.133 espectadores prestigiaram a 5ª rodada do 2º turno (17ª do campeonato), com média de 3.689.

2 comentários:

diogo disse...

É realmente contra números não há argumentos. SPORT O MAIOR DO NORTE/NORDESTE. Obs.: Quase o drobro da torcida do santinha kkkkk!

Marcos Velloso disse...

Levando-se em consideração que praticamente não houve clássicos, a média de quase 6 mil do campeonato até que foi boa.