segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

O Náutico na Série A 2007 (parte 3)

Concluindo o balanço do Náutico na Série A 2007, iremos abordar os números referentes a participação dos atletas em algumas das estatísitcas acompanhada pelo Blog dos Números, seguindo dados oficiais e com ferramentas exclusivas do BDN. Confiram a seguir os destaques da campanha do Timbu:
Jogadores Relacionados/Participações/Titulares/Substituições
O Náutico relacionou oficialmente 51 atletas para os 38 jogos do time na Série A (considerando os 18 inscritos na súmula). Sete deles não chegaram a atuar: Ricardinho Rocha (escalado 3 vezes), Felipe Dias (2), Odilon (2), Alan (1), Cristian (1), Jaja (1) e Marcelo Paulista (1). Dos 44 jogadores utilizados, Elicarlos participou de 34 jogos, sendo o que mais atuou na competição. Em seguida aparecem Acosta (31), Marcelinho(30) e Sidny(30). Outros 5 atletas realizaram mais de 20 partidas: Daniel Paulista (29), Julio César (26), Felipe Reinaldo (26), Toninho (25) e Onildo (21). Quatro atuaram uma única vez: Thiago Laranjeira, Almir Sergipe, Luciano Totó e Danilo. Entre os "expectadores de luxo" (jogadores relacionados que não atuaram), Rodolpho encabeça a lista com 15 partidas, seguido por outro goleiro, Fabiano, que também apenas observou do banco, em 13 oportunidades. Entre os de "linha", aparece Vágner Rosa, com 10 vezes em que foi relacionado, mas não utilizado. Entre os titulares, quem mais atuou foi Elicarlos (34), seguido de Acosta (31), Daniel Paulista (29) e Sidny (29). Marcelinho, mesmo estando presente em 30 jogos, só foi titular 14 vezes. O Timbu utilizou 113 substituições em 114 possíveis, lançando 34 atletas e sacando 27. Entre os que mais vezes entraram no decorrer da partida, tivemos Marcelinho (16), Marcelo Silva (10) e Hamilton (7). Dos que cederam seu lugar no onze, aparecem Felipe Reinaldo (14), Sidny (12) e Julio César (11). Seis jogadores foram titulares, sempre que jogaram: Elicarlos (34 vezes), Acosta (31), Daniel Paulista (29), Allyson (10), Marcel (7) e Cris (6). Allyson e Cris foram os únicos dessa lista que nunca foram sacados no decorrer da partida. Dos que atuaram, 8 nunca tiveram relacionados no "onze" Timbu: Serginho (atuou em 6 partidas), Dejair (5), Helton (3), Walker (2), Almir Sergipe (1), Thiago laranjeira (1), Luciano Totó (1) e Danilo (1)
Entre vitoriosos e perdedores...
Nenhum jogador participou de todas as 14 vitórias do Náutico. Daniel Paulista, Elicarlos e Sidny etiveram presentes em 12 oportunidades, seguido de Julio César (11) e Acosta (9). Elicarlos esteve presente em 15 das 17 derrotas do time. Em seguida aparecem Acosta (14), Marcelinho (14), Daniel Paulista (12), Toninho (12), Felipe Reinaldo (11), Sidny (11) e Onildo (10).
Os artilheiros
O Brasileiro de 2007 teve um nome em destaque: Acosta. Maior artilheiro do Náutico em uma única temprada, Bola de Prata da revista Placar, Bola de Ouro entre os atacantes, vice-artilheiro da competição...Acosta foi manchete nacional com 19 gols marcados em seus 31 jogos (média de 0,61 gols por partida). Bem menos badalado, aparece Felipe Reinaldo (10 gols), com um pouco mais da metade dos gols do gringo. Com 5 tentos, o meia Geraldo, os laterais Julio César e Sidny. Ferreira, aparece com 4 e Marcelinho 3. No total, o Náutico teve 16 jogadores assinalando pelo menos 1 tento na Série A.
Os mais advertidos...
Campeão em amarelos e vermelhos, o Náutico teve Toninho como o atleta que mais recebeu cartão na lista das 117 advertências líquidas. No total, o zagueiro contabilizou 12, representando sozinho mais de 10% do do que foi recebido pelo time. Um dado interessante é que 32 atletas do Timbu receberam pelo menos uma advertência, ainda tendo como destaque nesses critérios Sidny (11 amarelos), Radamés (10) e Daniel Paulista (10). Acosta, que recebeu 8 advertências líquidas, liderou o número de expulsões, indo pro chuveiro 4 vezes. Na lista de 15 expulsões, ainda aparecem os nomes de Allyson (2 vezes), Cris (2), Baiano (1), Deleu (1), Elicarlos (1), Ferreira (1), Onildo (1), Radamés (1) e Toninho (1).
Os treinadores
O Náutico teve dois comandantes durante o Brasileirão. Paulo César Gusmão esteve no comando por 8 partidas, conquistando 1 vitória (São Paulo), 2 empates (Vasco e Paraná) e 5 derrotas (Atlético-MG, Internacional, Botafogo, Goiás e Sport). Na 3ª rodada, ocupou a 11ª colocação, melhor do time em toda competição. Foi 12º colcado na rodada anterior, computando as duas oportunidades em que o time este na zona da Copa Sul-Americana(efetivamente, corrigindo a classificação do Flamengo, após jogos adiados). Entregou o time na 19ª posição, com 20,83% de aproveitamento. Roberto Fernandes assumiu na 9ª rodada, diante do Atlético-PR, empatando o jogo em 1x1. Conseguiu a primeira das 13 vitórias que comemorou após 4 partidas de jejum. No total, 30 jogos, 13 vitórias, 5 empates e 12 derrotas. Aproveitamento de 48,89% Nos 30 últimos jogos do time (período em que esteve presente), teve o ataque mais produtivo, com 56 gols anotados (no total o Timbu anotou 66), com média de 1,86 por partida (Era Fernandes). Conseguiu que o time aplicasse 7 goleadas e um saldo positivo de 12 gols. Em seu melhor momento, obteve 5 vitórias consecutivas que tiraram os pernambucanos do abismo da zona de rebaixamento, após 21 rodadas consecutivas.

Um comentário:

Raffael Vieira disse...

Deste balanco é bom destacarmos os principais acertos do timbu em 2007 para servir como exemplo para o planejamento de 2008:

1- O Elenco era grande, e o Roberto Fernandes quiz que fosse assim e acertou. O Grupo tinha opcoes, nem sempre boas mas que quebraram o galho muitas vezes. Podemos fazer isso novamente, ELENCO GRANDE SEM GRANDES DESPESAS.

2-
Peças Essenciais na equipe:Roberto Fernandes, Acosta e Geraldo.
Peças Importantes: Eduardo, Sidny, Elicarlos.
Peças Intermediarias: Everaldo, Julio Cesar, Daniel SP, Marcelinho e Felipe.
Reservas quebra-galho: Fabiano, Ferreira, Radames.
Podem ser aproveitas p 2008: Vagner Silva, Vagner Rosa, Marcelo Silva e Onildo.

Como já perdemos Elicarlos, Daniel SP, Sidny. E estamos a perder Eduardo, Geraldo, Acosta, Julio Cesar e Roberto Fernandes. DIRETORIA VAMO VER ESSA GRANA AI NEH!?! ARRUMA LOGO DINHEIRO SE NAO VAI TER QUE MONTAR OUTRO TIME e ai so deus sabe. Ninguem trabalha sem receber nao . Sem não temos o minimo de dinheiro p mantermos a base e rezar pra que um novo ACOSTA surja ai e que pinte algum salvador treinador para nao cairmos...